7 dicas para estimular a criatividade

por Artemix.

Quem pensa que o artesanato é simplesmente uma atividade manual rotineira, está a incorrer num (grande) erro. Ainda que esteja claramente ligado à cultura popular, o artesanato implica uma forte dedicação, destreza manual e, sobretudo, elevadas doses de criatividade. O problema é que os artesãos nem sempre se sentem criativos o suficiente para dar azo à sua imaginação e criar peças realmente diferenciadoras.

Quem pensa que o artesanato é simplesmente uma atividade manual rotineira, está a incorrer num (grande) erro. Ainda que esteja claramente ligado à cultura popular, o artesanato implica uma forte dedicação, destreza manual e, sobretudo, elevadas doses de criatividade. O problema é que os artesãos nem sempre se sentem criativos o suficiente para dar azo à sua imaginação e criar peças realmente diferenciadoras.

Trabalha com artesanato e identifica-se com este défice criativo? Então, fique a conhecer algumas dicas para que a criatividade flua mais facilmente de cada vez que pretende criar uma peça nova.

1.Inspire-se na natureza

Os grandes artistas dizem que há duas grandes fontes de inspiração: o amor e a natureza. Porque acreditamos que já recorra aos seus sentimentos para inspirar grandes criações, o contacto com a natureza pode ser um excelente complemento. Tanto pode escolher uma praia, como o campo ou até um simples jardim – o importante é que se sinta num local especial. Depois é só inspirar o ar fresco e deixar que o lado mágico da natureza invada os seus sentidos. Acredite que, por vezes, basta uma simples flor ou até a imagem de crianças a brincar para que surjam grandes ideias!

2.Ouça as suas músicas preferidas

Naqueles dias em que a inspiração e a criatividade parecem não querer aparecer, aproveite para ouvir as suas músicas preferidas, ao mesmo tempo que tenta libertar a mente da ansiedade de produzir. A música é uma excelente motivadora da criatividade, pelo que, com alguma entoação particular ou uma determinada batida, lhe possa surgir uma ideia especial.

3.Confie no poder da cromoterapia

Se ainda não acredita nesta prática, fique a saber que ela é utilizada desde as antigas civilizações e que consiste na exposição a determinadas cores para curar ou harmonizar o corpo e a mente. Por isso, se sente que a sua criatividade flui melhor em situações mais agitadas, observe alguns objetos de cor laranja ou vermelho, que aumentam os nossos níveis de adrenalina. Se, pelo contrário, se sente mais criativo em momentos mais calmos, fique em contacto com alguma coisa de cor azul, que é conhecida por ser mais relaxante. Não custa, não é verdade?

4.Faça como os empresários: use o benchmarking

O benchmarking é uma das ferramentas mais utilizadas pelas empresas e consiste na pesquisa das atividades da concorrência para definir a própria estratégia corporativa. Por isso, se lhe estiver a faltar a criatividade, faça uso da internet para pesquisar tudo aquilo que outros artesãos andam a fazer – o que lhe poderá servir de inspiração para criar obras realmente inovadoras e criativas.

5.Pense como uma criança

Sim, alguns estudos confirmam que as crianças são bastante mais criativas do que os adultos, por um motivo em particular: elas não estão condicionadas aos bloqueios sociais dos mais velhos, o que lhes permite olhar para uma caixa vazia e ver o mais complexo castelo medieval. Por isso, tente ver com “olhos de crianças” os objetos que normalmente utiliza para as suas peças de artesanato e vai ver que, de um mero fio de lã, pode surgir um extraordinário tapete de arraiolos.

6.Cuide de si

Não adianta aplicar quaisquer técnicas de motivação da criatividade, se o seu organismo não cooperar. Está provado que, quando o nosso sistema imunitário está mais em baixo, o nosso corpo e a nossa mente têm agressivas quebras de produtividade. Por isso, garanta que dorme um mínimo de sete horas por noite e que mantém uma alimentação equilibrada, a par com a realização de exercício físico diário. Verá que, com estes cuidados, os resultados serão visíveis no corpo, na mente e na capacidade criativa!

7.Não desespere

Parece um conselho disparatado, mas, na verdade, os especialistas em criatividade defendem que, quando ela não surge, o melhor é fazer uma pausa. Permitir que a ansiedade e os nervos invadam o pensamento é o maior entrave à produção de qualquer obra – sobretudo de artesanato, em que a destreza manual tem de ser aplicada com grande eficácia. Por isso, nos momentos em que se sentir menos criativo e sem qualquer visão produtiva, relaxe e aproveite para fazer alguma coisa que lhe agrade. Há diversos estudos que provam que a criatividade surge normalmente quando menos se espera.